Como não se endividar nesse fim de ano

Natal


Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores.

Fim de ano é sempre complicado financeiramente para a maioria das famílias brasileiras. Parcelas de dívidas antigas se acumulam e, simultaneamente, chega o momento de fazer as compras de Natal.

 

Por esse motivo, é muito importante que se haja planejamento. O primeiro passo é realizar um diagnóstico financeiro, sabendo exatamente quais são os ganhos e gastos da família. Deve-se ter noção das dívidas já contraídas para não acabar comprometendo anda mais o orçamento.

 

Na hora de comprar os presentes, também se devem tomar alguns cuidados para não gastar mais do que estava previsto. Uma boa ideia é fazer uma lista do que se vai comprar antes de sair de casa, por exemplo. O importante é sempre respeitar o padrão de vida, ou seja, caso não dê para comprar tudo que se queria ou para todos, é necessário priorizar e optar por dar lembranças.

 

Outra dica interessante é, caso tenha irmãos, junte-se a eles para dar um presente coletivo aos pais. Dessa forma, é possível comprar algo melhor e, ainda assim, dispender de uma quantia menor, já que será dividido entre mais pessoas. Comprar com antecedência e pesquisar preços também são ações que ajudam – e muito – a economizar nesse fim de ano.

 

Veja ainda se não está comprando um produto apenas pela marca. Muitas vezes, pagamos mais caro em função do status que aquele objeto oferece, sendo que, outro similar, talvez, possa suprir as mesmas necessidades, por um preço menor. Mas, claro, como já sabemos, o barato pode sair caro, é preciso analisar bem o produto/serviço em questão.

 

Outros gastos que vêm com o fim do ano são roupas novas para as festas. Veja se é mesmo necessário realizar essa compra ou se pode usar uma que já se tem. Dê uma olhada no guarda-roupa, pois, muitas vezes, esquecemos de algumas peças e, dando uma recordada, é possível até inventar novas combinações, economizando pelo menos nesse quesito.

 

Mas, se a situação financeira está realmente complicada, o melhor é organizar as contas, saber como e quando poderá quitá-las e não gastar nada nesse momento. Somente assim poderá, finalmente, se livrar das dívidas e conseguir, no próximo ano, ter uma época de festas melhor e mais tranquila. Eduque-se financeiramente e realize mais sonhos!

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores.



Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *